"Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a Mim, porque dos tais é o reino dos céus." Senhor Jesus Cristo
Mateus 19:14
RSS

terça-feira, 4 de abril de 2017

O Cordeiro de Deus


“Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” João 1:29
Cada vez que leio e medito nesse versículo fico emocionado com o Cordeiro de Deus, o Salvador Jesus.
É um dos nomes mais amáveis que expressa a misericórdia e o amor de Deus por nós.
Quando João Batista mencionou Jesus como o Cordeiro de Deus, estava se referindo que Ele veio para substituir definitivamente os pecadores que estavam perdidos em seus pecados.
No Antigo Testamento, com a época da páscoa se aproximando, cada família já estava aprontando o cordeiro da páscoa. A festa da páscoa era uma das mais importantes festas judaicas e uma celebração para lembrar como Deus os livrou da escravidão do Egito.
O cordeiro tinha que ser macho de um ano e sem defeito. Na verdade, o sacrifício do cordeiro da páscoa e o processo de marcar com sangue as ombreiras e as vergas da porta das casas para o anjo da morte passar pelas pessoas que estavam “cobertas pelo sangue” (Êxodo 12:11-13) é um lindo retrato do trabalho expiatório de Cristo na cruz. 

O sangue do cordeiro era o símbolo do sangue do Cordeiro de Deus e fazia estar sobre o povo a proteção divina contra a escravidão do pecado e o castigo.
Assim também, o sangue de Jesus nos liberta da escravidão de Satanás e da punição eterna.
Os cordeiros dos sacrifícios não poderiam remover o pecado, mas o Cordeiro de Deus pode.

Os cordeiros eram entregues por homens a outros homens, mas o Cordeiro de Deus se entregou por nós.

Darlene Alencar Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário