"Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a Mim, porque dos tais é o reino dos céus." Senhor Jesus Cristo
Mateus 19:14
RSS

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Lembranças

Numa noite de fogueira
Entre lenhas e gravetos
Ele encontrou algo diferente
Um tronco que me serviu de assento
Para mim foi fascinante
Uma lembrança constante

Numa noite de estrelas
Deitada no seu colo
De repente vi uma estrela cadente
E o pavor tomou conta de mim
Contudo ele segurou a minha mão
Proferindo que a estrela cairia no mar

Numa tarde ensolarada
Esperando sua chegada
Contemplando o gigantesco céu
Tive a noção da existência de Deus
Veio o medo da separação
Todavia atentando para a estrada
Ele vinha caminhando para o meu lado

Numa noite de luar
Enquanto brincava de esconde-esconde
Ele foi levado para o hospital
E nunca mais voltou
Eu estava tão bem escondida
Que ele não me achou pra se despedir
A tristeza tomou conta de mim

As minhas noites de alegria acabaram
Aquele que me doutrinara o “Pai Nosso”
Partira para sempre
Deixando a saudade
Uma dor insuportável
Sem a presença do meu pai

Numa linda noite de adoração
Conheci um Pai presente e amoroso
Ele me aceitou como filha
Concedeu-me o seu perdão
Assegurando nunca me abandonar

E qualquer dia Ele me levará pra casa.

Darlene Alencar Oliveira













2 comentários:

Anônimo disse...

Que linda amiga!!! chorei porq lembrei doq passei ao lado do meu pai, como quase o perdi, mas Deus nos deu mas tempo pra estarmos juntos!!! (Anizia)

Cilena disse...

Linda poesia mesmo.
Parabéns

Postar um comentário