"Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a Mim, porque dos tais é o reino dos céus." Senhor Jesus Cristo
Mateus 19:14
RSS

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Palavras da Cruz

Bases Bíblicas: Lucas 23:34; 23:43;  João 19:26-30;  Mateus 27:34-50
Versículo para memorizar: “...que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado  e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras.”  1 Coríntios 15:3-4.
Ensino Principal: Jesus se importa com você.
Objetivos:
1.      Que a criança não salva conheça Jesus como Salvador.
2.      Que a criança salva saiba que Jesus se importa com ela e que não existe sofrimento que Ele não conheça tão bem.                                            


Introdução:
Você ouviu falar de alguém que antes de morrer falou algumas coisas importantes para a família ou alguém especial? (deixe que compartilhem)
Você sabia que antes de morrer pelos nossos pecados, o Senhor Jesus também deixou sete breves frases durante a sua crucificação? Você gostaria de saber quais foram as últimas palavras de Jesus no Calvário?

Primeira Palavra: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” Lucas 23:34

Jesus havia passado a noite anterior com seus discípulos mais próximos.  Mesmo assim, depois de traído foi também abandonado por estes últimos. Foi açoitado, humilhado, carregou a pesada cruz até o Gólgota. Agora estava pendurado naquela cruz diante de zombadores que cuspiram nele. Veja qual foi a primeira palavra de Jesus em Lucas 23.34: “Jesus disse: "Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo...”. A primeira palavra de Jesus não foi de decepção e nem de ódio. A primeira palavra de Jesus na cruz foi uma oração pedindo ao Pai pelos seus inimigos.
O Senhor Jesus não estava com raiva de seus inimigos, mas Ele estava pedindo que Deus os perdoasse.  Mesmo sofrendo, Ele não estava pensando em si.  Seu sangue foi derramado para que eu e você pudéssemos ser perdoados.  Ele deseja perdoar você se tão somente reconhecer que tem pecados.  O pecado é algo terrível! Pecado é tudo aquilo que você diz, pensa e faz que não agrada a Deus. Por exemplo, a mentira, pensamentos ruins sobre alguém, palavras feias, desobediência.  A Bíblia diz: "Eu nasci na iniquidade, e em pecado me concebeu minha mãe" Salmo 51:5. Isso quer dizer que todos já nascemos com o desejo de pecar.  E porque o pecado é sempre contra Deus precisa ser castigado.  O castigo do pecado é a morte a separação eterna de Deus para sempre num lugar horrível.  Jesus quer perdoar os seus pecados.

Segunda Palavra: “Em verdade te digo que hoje mesmo estarás comigo no paraíso.” Lucas 23:43.

A segunda Palavra de Jesus na cruz foi dirigida a um ladrão. Dois homens foram crucificados com Jesus.  Eram dois ladrões maus que estavam ali porque mereciam morrer.  Um deles zombou de Jesus dizendo:
- “Não és tu o Cristo? Salva-te a ti mesmo e a nós também!” O outro, porém, disse:
- “Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez. E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.” Lucas 23:40-42.  Jesus lhe respondeu:
- “Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso.” Lucas 23:43
Um ladrão creu no Senhor Jesus e foi salvo.  O outro não creu e morreu sem salvação.
O Filho de Deus Perfeito amou aquele ladrão e Ele ama você também.  A Bíblia diz:
“Porque Deus amou ao mundo...” João 3:16.  O mundo quer dizer as pessoas.  Jesus ama a cada um individualmente.  Ele sabe a cor dos seus olhos, o que você está pensando nesse momento e conhece até a tristeza do seu coração.  Sabe, porque Deus sabe tudo sobre você? Porque foi Ele quem te criou.  Na verdade  Ele criou todas as coisas que há no mundo.  Será que você pode me dizer alguma coisa que Deus fez? (o sol, as plantas, os animais).  Esse Deus que é Santo, mora lá no céu e está preparando um lindo lugar para seus filhos.  E mesmo sendo tão perfeito ama você e amou o ladrão da cruz.

Terceira Palavra:Mulher, eis aí o teu filho...Eis aí a tua mãe” João 19:26-27

A terceira frase que Jesus proferiu da cruz foi dirigida à sua mãe. Perto da cruz estavam Maria, a mãe de Jesus, algumas mulheres e alguns de seus discípulos. Também estava ali um dos discípulos de Jesus que não se afastou como os outros. Apesar de não ter o seu nome mencionado, João se refere a ele como o “discípulo a quem ele amava”. É nesse momento que Jesus profere a terceira palavra da cruz no momento em que viu sua mãe, e, perto dela, o discípulo a quem ele amava, disse à sua mãe: "Aí está o seu filho", e ao discípulo: "Aí está a sua mãe". Daquela hora em diante, o discípulo a levou para casa. 
O Senhor Jesus sabia do sofrimento de Maria e entregou a João a responsabilidade de cuidar de sua mãe solitária.  Naquele momento Jesus não pensou no seu sofrimento,  mas providenciou alguém para cuidar de sua mãe que estava desamparada.
Se você já tem Jesus como Salvador saiba que se Jesus se importa com você.  Pode ser que você esteja enfrentando alguma dor ou sofrendo por alguma coisa que tenha acontecido com você. O Senhor sabe o que você está passando, pois, se importa com você e isso significa que Ele conhece a sua dor e vai cuidar de você. A Palavra de Deus diz: Nunca te deixarei, nunca jamais te abandonarei” Hebreus 13:5b.
Não existe nenhuma necessidade que Jesus não possa suprir.  Sua presença é constante.  Então conte pra Deus o que você está sentindo e confie nele de todo o teu coração.  Se você é uma criança salva lembre-se Jesus se importa com você assim como Ele se importou com a dor de sua mãe.

Quarta Palavra: “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste”? Mateus 27:46

A quarta frase na cruz é uma pergunta que Jesus faz para o Pai Celestial. Talvez não haja momento mais terrível na vida de Jesus: o momento em que ele clama por causa do desamparo por parte do Pai.  Embora fosse dia, houve trevas sobre toda a terra, a escuridão durou três horas inteira.  Jesus levou os nossos pecados sobre Si sendo o nosso substituto. “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste” foi um grito de desamparo, Ele sendo castigado por causa dos nossos pecados.
 Naquele momento se cumpria a profecia de que Jesus era o “Cordeiro que tira o pecado do mundo”. Quando Jesus estava no começo do seu ministério público, João Batista o reconheceu como aquele que seria o Messias. Mas não somente isso, ele afirma que ele era o Cordeiro.  “No dia seguinte João viu Jesus aproximando-se e disse: "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! (João 1:29)
Jesus foi o último Cordeiro. Ele, no momento em que morria na cruz, era o nosso Cordeiro Pascal. Ele levava, naquele momento os nossos pecados.
Páscoa significa “passar por cima”. Ela foi instituída quando o povo de Israel estava para ser libertado do Egito, na última praga: a da morte dos primogênitos. Eles tiveram que matar um cordeiro por família, comer a sua carne e passar o seu sangue nos batentes de suas portas. Na noite da libertação o Senhor iria passar e, ao encontrar uma porta marcada com o sangue o cordeiro, “passaria por cima”, evitaria aquela casa, poupando quem estivesse lá dentro. Dessa forma, pela morte de um cordeiro, haveria salvação dentro das portas de Israel. Isso foi substituição.

Quinta Palavra: “Tenho Sede” João 19:28

 Jesus, naquele momento, mostrava que era fiel ao seu propósito, pois esperou até que tudo se cumprisse. Ele disse: “Tenho sede”.  Um dos soldados correu a buscar uma esponja e, tendo-a embebido de vinagre e colocado na ponta de um caniço, deu-lhe a beber, e Jesus bebeu o vinagre  Esse soldado acreditava que, ao invés de dar água, mas vinagre, ele prolongaria o sofrimento de Jesus.  Ele aceita essa bebida demonstrando sua fidelidade em manter o seu propósito de sofrer na cruz para expiar o pecado de todo o ser humano, como o profetizado. Isso demonstra fidelidade. Cumpriu-se as Escrituras, pois, no Salmos 69:15 diz: “...Na minha sede deram a beber vinagre.”  Mesmo ali na cruz o Senhor Jesus mostra o valor das Escrituras.

Sexta Palavra: “Está Consumado!” João 19:30

 Depois de ter bebido vinagre Jesus disse: “Está Consumado”.  Essa frase poderia muito bem ser traduzida como “Está quitado!”. E foi isso mesmo que Jesus estava fazendo naquele momento. A dívida que era nossa estava sendo apagada, ou melhor “Está pago!”.  É isso que vemos em Colossenses 2:14: “Tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz;”
Está pago! Está consumado! Está tudo realizado! Que você aceite o cancelamento da sua dívida para com Deus. O cancelamento feito pelo próprio Jesus na cruz. Nenhum outro fez isso. Quando uma criança recebe Jesus como Salvador, é resgatada através do precioso sangue, como do Cordeiro sem defeito e sem mácula, Jesus o Cordeiro Perfeito de Deus. 

Sétima Palavra: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito”. Lucas 23:46

Chegamos à última palavra, à última frase dita por Jesus na cruz. Jesus clamou em alta voz: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito”.  E dizendo isto baixou a cabeça e morreu.  Os soldados, vendo Jesus morrer assim disseram: Verdadeiramente este era o filho de Deus”. (Mateus 27:54).  Podia ter Jesus descido da cruz? Sim, com certeza! Mas se tivesse feito isso não nos podia salvar.  Ele derramou seu sangue levando os nossos castigos.  E fez isso voluntariamente porque a Bíblia diz: “E sem derramamento de sangue não há remissão ” Hebreus 9:22b.
A palavra de Deus diz que depois que Jesus morreu na cruz, pegaram o seu corpo e colocaram num sepulcro, selando a porta com uma grande pedra.  No domingo pela manhã algumas mulheres foram ao sepulcro e algo maravilhoso aconteceu:
“E eis que houve um grande terremoto; porque um anjo do Senhor, desceu do céu, chegou-se, removeu a pedra e assentou-se sobre ela.
O seu aspecto era como um relâmpago, e a sua veste, alva como a neve.
E os guarda tremeram espavoridos e ficaram como se estivessem mortos.
Mas o anjo, dirigindo-se às mulheres, disse: Não temais; porque sei que buscais Jesus, que foi crucificado.
Ele não está aqui; ressuscitou, como tinha dito. Vinde ver onde ele jazia. Mateus 28:2-6.
Ressuscitar significa viver de novo.  Jesus venceu a morte. Ele é o verdadeiro sentido da Páscoa porque é o nosso Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
“que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado e  ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras.”  1 Coríntios 15:3-4.

Convite:
O Senhor Jesus quer salvar você do seu pecado.  A Bíblia diz: “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Romanos 10:13). Todos! Isto inclui você. Você já sabe que pecou? Você crê que Jesus, o Filho de Deus, morreu pelos seus pecados e que ressuscitou dos mortos? Você está pronto pra pedir que Jesus salve você?
(Peça a criança pra dar um sinal se deseja fazer isso e depois faça o aconselhamento)

Desafio:
E você que já é uma criança salva lembre-se que JESUS SE IMPORTA COM VOCÊ! Ele conhece e sabe se você está passando por algum problema ou necessidade. 
Durante essa semana pode acontecer de você achar que ninguém se importa ou que Deus não está vendo.  O que pode fazer quando isso acontecer?
1.      Agradeça ao Senhor porque Jesus morreu por você e ressuscitou.
2.      Recorde o versículo: “nunca te deixarei; nunca jamais te abandonarei” Hebreus 13:5b.
3.      Compartilhe das Palavras de Jesus na cruz com seus amigos e assim você estará sendo um mensageiro das Boas Novas da Salvação.

 










5 comentários:

Letícia disse...

Gloria a Deus por vc esta editando esse livro! Eu fiquei interessada em compra-lo
Estou orando por vc q Deus a abençoe e possa através de vc levar a mensagem da salvação p essas crianças!
Abraços,

Pedro Coimbra disse...

um material excelente

Alan Emmanuel disse...

Acabei de ler. Parabéns Darlene. O Senhor te usou valorosamente. Excelente meditação. Certamente vai abençoar muitas vidas. Já abençoou a minha! Grande abraço!

Sandra Neves de Melo disse...

Graças a Deus pelo seu trabalho!!
Te amo!!
Bjss

Ana Tereza disse...

Deus esteja no controle, e que muitos frutos possam vir com a realização desse trabalho

Postar um comentário