"Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a Mim, porque dos tais é o reino dos céus." Senhor Jesus Cristo
Mateus 19:14
RSS

domingo, 19 de janeiro de 2014

Testemunhos das Crianças

                    Lucas 
Meus pais se converteram quando eu tinha cincos anos, assim fui crescendo em um lar cristão.  Não foi muito difícil  reconhecer Jesus como Salvador pois minha fé já consolidada.
Foi então que em 2011 quando o Pastor Jenuan perguntou se alguém queria manifestar o desejo de reconhecimento da salvação por meio da fé em Jesus Cristo, eu levantei a mão.  No domingo seguinte a tia Darlene conversou comigo e orei com ela aceitando Jesus como Salvador pessoal.
Um versículo que gosto e que tem me ajudado bastante se encontra em Êxodo 20:12 que diz: “Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR , teu Deus te dá.”
Antes de Deus me converter eu mentia muito para os meus pais e desobedecia. Peço suas orações para que Deus me ajude a obedecer sempre aos meus pais e crescer nos caminhos do Senhor.


Alicia
Eu aceitei a Cristo no dia 19 de julho de 2012 num clube bíblico para crianças.  A Tia Jacirene e a Tia Luciene me explicaram como receber a Cristo depois da classe bíblica.  Então orei com elas aceitando a Cristo como meu Salvador pessoal.
As pessoas sempre me falavam que ia acontecer uma mudança na minha vida e por um bom tempo eu me perguntei onde estava essa mudança.  Depois de um tempo eu notei a diferença, eu passei a compreender melhor a Palavra de Deus, comecei a orar mais e também obedecer aos meus pais. Há um versículo que me ajuda bastante “Nunca te deixarei, nunca jamais te abandonarei” Hebreus 15:5.

                                                              Roberta

Desde a barriga da minha mãe eu ia para a Igreja.  Eu tinha 3 anos quando agente se mudou para Fortaleza.  Visitamos várias igrejas e finalmente conhecemos a Igreja Bíblica do Planalto onde estamos até hoje.Um ano depois em um domingo à noite na salinha da tia Thalita (não lembro bem qual era a lição bíblica), mas quando ela perguntou se alguém queria aceitar Jesus como Salvador, eu disse que sim. Mas demorou um pouco para eu perceber que as minhas “amizades” no colégio foi uma grande influência ao pecado, eu estava vivendo como uma delas e que na verdade eu não era uma crente no Senhor Jesus.  Então em um retiro de carnaval quando tive oportunidade de ouvir uma pregação que me fez enxergar que a vida que eu estava vivendo não era como Deus queria que eu vivesse.  Quando cheguei em casa me tranquei no meu quarto chorei e orei ao Senhor pedindo perdão por ter desperdiçado alguns anos da minha vida longe dEle.
Hoje posso dizer com toda certeza que realmente sou uma crente e que o Senhor Jesus vive em mim....E nessa manhã queria pedir perdão primeiramente aos meus pais; peço que tenham um pouquinho de paciência comigo nessa nova fase da minha vida. Peço perdão as minhas amigas que tenho magoado ou feito alguma coisa que tenho deixado tristes.
E por último gostaria de ler um versículo que a Darlene leu pra mim no início do nosso discipulado que é o dos meus favoritos “Contentai-vos com as coisas que tendem; porque ele tem dito: “De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei” Hebreus 13:5.

                         Jeovana

Desde muito cedo meus pais me ensinaram sobre o Evangelho, mostrando o valor das escrituras e uma vida de relacionamento com o Senhor Jesus Cristo, mas somente quando eu tinha sete anos ele começou a falar de maneira mais direta para que eu entendesse a necessidade de receber a cristo como meu Salvador como meu Senhor.  Numa determinada noite depois que me pai explicou o Evangelho mostrando o plano da Salvação, eu recebi a Cristo como meu Salvador.
O tempo passou e meus pais continuaram orientando no meu dia-a-dia, ensinando os valores do Evangelho.  Nesse período, percebi que muitas coisas na minha vida não estavam corretas, pois meu pai sempre me levava a pensar sobre o meu compromisso assumido com o Senhor.
No mês de abril de 2013, meu pai percebeu que esse assunto de conversão precisava ser avaliado.  Ele levou-me a pensar se realmente a minha conversão teria sido verdadeira.
Lembro que ele perguntou se eu realmente era crente em cristo.  Eu respondi assim: Não era pelo fato deles serem crentes que era também.  Naquela mesma noite meu pai de forma clara e direta me explicou novamente o plano da salvação e a grande necessidade de receber verdadeiramente Jesus como meu Salvador.  E naquele momento com mais conhecimento das Escrituras, depois que meu pai perguntou seu que queria receber a Cristo, eu disse que sim.  Lembro que ele perguntou se essa decisão era verdadeira e se eu estava entendendo realmente, eu respondi que sim.
Depois dessa decisão choramos, nos abraçamos e oramos ao Senhor, entregando toda aquela decisão no Senhor Jesus Cristo.
O versículo que escolhi para expressar minha confiança no Senhor.
“Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele e o mais ele fará” (Salmo 37:5)

                                                 
Duda
Eu aceitei Jesus no dia 28 de maio de 2009, eu tinha seis anos. No domingo a tia Darlene perguntou o testemunho de quem já era convertido, os mais velhos falaram e alguns menores também, eu fiquei em silêncio.  Então numa quinta-feira eu estava no banho e no meu pensamento veio a pergunta: “Se eu morrer hoje eu vou para o inferno, e se Jesus voltar hoje, eu vou ficar aqui sofrendo.  Então eu tenho que aceitar Jesus como meu Salvador”.   Eu comecei a chorar e minha mãe passou e perguntou porque eu estava chorando, eu respondi que naquele momento eu tinha recebido Jesus como Salvador.
“De maneira alguma te deixarei nunca jamais te abandonarei”  Hebreus 13:5b.
“Nisto conhecemos o amor: Que Cristo deu a sua vida por nós” 1 João 3:16b.
“Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o Seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16

                                Camila

Quando minha mãe me perguntou seu eu gostaria de me batizar fiquei um pouco preocupada por causa do meu testemunho, a minha preocupação era só com isso, porque certeza da minha salvação e de querer me batizar eu tinha, mesmo assim minha mãe disse pra eu orar.  Depois fiquei tranquila porque disseram que eu podia escrever.
Eu não lembro muito bem de quando aceitei a Cristo como meu Senhor e Salvador, o que lembro é que no ano de 2006, eu e o Igor estávamos na salinha e a tia perguntou quem queria aceitar a Jesus. O Igor levantou a mão, e logo em seguida eu também levantei, posso até ter sido influenciada por ele naquele momento, mas sei que tinha entendido a Mensagem da Salvação.
Algumas vezes tive dúvidas, cheguei a pensar se realmente tinha aceitado a Cristo, ou se tinha levantado a mão só porque meu irmão havia tomado a decisão.  Também cheguei a pensar que seu eu morresse poderia ira para o inferno, mas hoje tenho a certeza que não, porque em muitas conversas com minha mãe e estudos na Igreja, Deus me deu a certeza da minha salvação em Jesus Cristo. Posso não me lembrar de quando recebi Jesus, mas tenho certeza que um dia eu vou estar no Céu com o Senhor. Eu creio que Deus tem um propósito na minha vida, e agradeço a Ele por ter me escolhido.
Eu não me lembro da minha vida antes sem Cristo porque eu era muito pequena, mas sei que apesar de ser pequena eu já fazia muitas coisas erradas, e por isso precisava de Jesus. “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.” Romanos 5:8
“Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem poderes, nem altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Jesus Cristo, nosso Senhor.” Romanos 8:38-39
Eu creio que nada e ninguém nunca vai me separar de Deus.

         Sabrina

Eu estava na sala da tia Darlene quando ela disse: Quem gostaria de receber Jesus como seu Salvador? Porque se você não reconhecer e se arrepender dos seus pecados você vai viver eternamente longe de Deus.  Então eu fiquei pensando sobre aquilo por um tempo e depois da aula sai correndo procurando a tia Darlene e pedi pra ela me ajudar a reconhecer meus pecados.  Em seguida sai ligando pra todo mundo contando a novidade.  Isso aconteceu no dia 10 de outubro de 2010 e eu tinha cinco anos.
Mas tive a maior certeza quando eu estava na aula de batismo quando a tia Darlene falou que às vezes tem o sentimento de que não é crente mas se realmente você crê em Jesus você é salvo.
Meus versículos prediletos são:
“Ide por tudo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura.” Marcos 16:15
“Pregue Palavra, insta que seja oportuna quer não, corrige, repreende, exorte com toda longanimidade e doutrina.” 2 Timóteo 4:2
Esses versículos me ajudam a testemunhar da Palavra de Deus.
                                             
                                       Felipe

Antes de aceitar Jesus Cristo como meu Salvador eu não entendia que o pecado me separava de Deus.  Desagradava ao Senhor em meus pensamentos e com medo de falar a verdade, mentia aos meus pais e isso me deixava muito ruim.
Mas Deus é muito bom e através da minha família, em especial minha mãe e minha irmã Mylena fui conduzido à Palavra de Deus.  Quanto mais eu ouvia da Palavra o meu coração se incomodava.
Quando a minha irmã Júlia confessou Jesus como Salvador, eu também senti que precisava de Jesus, pois, havia um aperto em meu coração e tinha medo de ira para o inferno porque mentia e desobedecia aos meus pais.  Então conversei com a tia Darlene.
Hoje sou salvo e “Aprendi a viver contente em toda e qualquer situação” (Filipenses 4:11b) porque recebi do Senhor o melhor presente – a Vida Eterna.


8 comentários:

Anônimo disse...

Muito legal, graças a Deus!!! Valeu Dadá!!!

Júnior Palácio

Anônimo disse...

O q essas crianças fizeram no domingo foi maravilhoso uma prova que realmente elas entenderam e abraçaram a fé em Jesus Cristo!!! muito lindo!!! Anizia

Angela Maria disse...

Parabéns querida Darlene que nosso Deus continue lhe abençoando neste lindo ministério maravilhoso de ensinar aos pequeninos oro sempre por você muitas bençãos.

Alinne Maia disse...

testemunhos q testificam o poder de Deus na vida dessas crianças. Parabéns, Darlene Alencar Oliveira, que o Senhor continue a te usar. bjo!

Anízia disse...

fui muito lindo ouvir os testemunhos, muito emocionante!!! chorei muito!!! Deus os abençoe!!!

Karen Rachel disse...

Testemunhos emocionantes! Que o nosso Deus guarde cada um deles nos Seus caminhos, e que mantenha a disposição de cada um dos professores que participaram dessa Obra Redendora - incluindo você, Darlene. Glória a Deus por Seu poder ainda estar tão operante em nossos dias!

Anônimo disse...

Parabéns!!!Você é um instrumento de Deus.

Anônimo disse...

Gostei e me edifiquei com todos, em especial o da duda e da camila

Postar um comentário