"Deixai os pequeninos, não os embaraceis de vir a Mim, porque dos tais é o reino dos céus." Senhor Jesus Cristo
Mateus 19:14
RSS

quinta-feira, 2 de maio de 2013

O Silêncio de Uma Lágrima


Silêncio de uma criança
Abusada
Ferida
Humilhada
Culpada

Choro incontido
Grito silencioso
Rosto envergonhado
Coração despedaçado

Corpo infringido
Dor insuportável
Tristeza infinda
Direito não respeitado

Desprotegida
Sozinha
Amedrontada
Insegura
Depressiva

Quando perceber
Algo estranho
Acredite na criança
Não pergunte “Porque”
Entenda seu silêncio
O silêncio de uma lágrima.

Darlene Alencar Oliveira

Uma em cada 3 meninas é vítima de abuso no mundo.
Uma em cada 4 crianças é vítima de abuso nos Estados Unidos.
No Brasil, a cada oito minutos um menor é vítima de abuso sexual. Apenas 2% dos casos são denunciados. Ou seja, são 23 crianças abusadas por minuto.
O abuso:
Qualquer exposição a cenas impróprias.
Qualquer toque ou carícias.
Acontece em todas as classes, pobres e distintas famílias da sociedade.
Na maioria dos casos são membros ou pessoas próximas à família.
Alguns pensam que só gente má abusa de crianças. Pelo contrário..

6 comentários:

Anônimo disse...

Querida Missionária,
Obrigada pelas informações.
O poema me fez chorar.
Que Deus te abençoe.

Karen Rachel disse...

Sempre é bom esse tema vir à tona, principalmente por meio de uma poesia tão tocante. Que o Senhor nos ajude a ajudar crianças vítimas de abusos.

Joel Alves disse...

Lindo poema Darlene, ele nos faz pensar e refletir que o "silêncio" ou a falta de instrução podem nos levar a ficarmos alheios ao que está acontecendo ao redor de nossas crianças. É preciso orientar as crianças, alertando-as do perigo que as ronda e estar atento a qualquer mudança, pois o "silêncio de um lágrima" é um silêncio que só Jesus com sua bondade e infinita misericórdia, poderá curar.

Apascenta meus Cordeiros disse...

Profunda e seria que as igrejas estejam mais alertas e deem informações a seus membros a respeito deste assunto.

Anônimo disse...

Podemos chamar este poema de agridoce,voce descreve a dor com como acido e ao mesmo tempo a esperança que temo em Cristo como algo doce,muito bom,me entristeci pelo seu comentario,porem,me alegrei por suas colocaçoes corajosas,Deus te abençoe ricamente missionaria.

Vanderli Dutra disse...

Oi amiga, amei seu poema, fiquei com o coração apertado... tenho orado por essas crianças,pois a cada dia a situação se agrava mais...

Postar um comentário